Causas da queda de cabelo feminino

Causas da queda de cabelo feminino

Saiba quais são as causas da queda dos cabelos feminino e como tratar este problema

A vaidade é um hábito muito comum entre as mulheres e uma parte importante dos cuidados diários das mulheres é destinada ao cabelo. Geralmente, a queda de cabelo feminino está ligada a problemas hereditários como a alopecia androgenética, que causa a perda definitiva dos fios por comprometer a saúde do folículo piloso.

Este distúrbio é mais comum em homens do que em mulheres por estar relacionado a ação do hormônio testosterona no organismo, porém estima-se que quase 40% de todas as mulheres de todo o mundo ainda sofrerão com a queda de cabelos em algum momento de suas vidas.

Não é só a alopecia androgenética a causadora da calvície feminina, outros fatores também podem desencadear uma queda de cabelo anormal e que causar transtorno estético nas mulheres.

Existem tratamentos específicos para cada diferente causa. Mas somente um especialista poderá recomendar o procedimento correto para cessar a perda de fios definitivamente. Alguns tratamentos são realizados com medicação, aplicação de enzimas ou loções capilares, porém em casos mais extremos – onde a saúde do folículo já foi comprometida, como no caso da alopecia androgenética – o mais recomendável é a realização do transplante capilar.

Algumas das causas que podem desenvolver a calvície ou queda de cabelo feminina aguda são:

 

Problemas nutricionais

Dietas muito rígidas, oscilações de peso, falta de ferro e de proteínas, excesso de vitamina C e E também podem ser um dos fatores que faz o seu cabelo cair mais do que o normal.

 

Saúde feminina

Questões ligadas à saúde da mulher podem ser a causa da queda de cabelo, como distúrbios menstruais, flutuações hormonais ou excesso de fluxo sanguíneo que causa perda excessiva de ferro; ovário policístico, em que a produção de hormônios androgênicos é maior do que o normal; pós-parto, menopausa e o uso de anticoncepcionais.

 

Uso excessivo de remédios

Tanto para homens quanto para mulheres, o uso exacerbado de medicamentos pode causar a queda de cabelos. Remédios para tireoide, gota, anabolizantes, antidepressivos, anti-inflamatórios, entre outros, bem como quimioterapias e radioterapias.

Estética capilar

Procedimentos estéticos malsucedidos como progressivas, químicas e produtos que danificam a estrutura do cabelo e, consequentemente, os folículos capilares. Também é possível desenvolver a alopecia por tração quando usado com frequência penteados apertados como coques e rabos de cavalo que causam tensão constante nos fios arrancando os folículos capilares.

 

Distúrbios psicológicos

Estresse, ansiedade, transtornos alimentares, depressão e tricotilomania (hábito de arrancar voluntariamente os próprios fios de cabelo) também afetam o crescimento natural dos fios e causam a queda dos mesmos.

Causas genéticas

Uma enzima presente em nosso organismo chamada 5a-redutase potencializa a ação do hormônio testosterona e o transforma em di-hidrotestosterona (DHT) afetando áreas como o couro cabeludo. Isso acontece porque a DHT promove a miniaturização folicular, onde os folículos capilares diminuem de tamanho gradualmente. O resultado são fios cada vez mais finos e ralos, causando a calvície feminina.

A diferença entre os sintomas é que em homens os efeitos deste distúrbio costumam aparecer de forma mais rápida, além dos cortes de cabelo masculino serem mais curtos e visualmente mais aparentes, as áreas afetadas, geralmente, são as famosas “entradas” ou a parte superior do couro cabeludo. Já nas mulheres, a perda de cabelo acontece de forma mais homogênea, demorando a perceber a gravidade do problema, segundo especialistas, as mulheres só procuram ajuda médica quando cerca de 30% dos fios de cabelo já foram comprometidos.

Tratamento para a calvície feminina

Tudo depende da causa que está fazendo com que os cabelos caiam. Se forem problemas relacionados a depressão, por exemplo, as soluções estarão presentes em tratamentos psicológicos e no uso de medicação controlada.

Geralmente, são utilizadas loções e enzimas além de remédios para controlar os distúrbios que causam a queda de cabelo em casos de iniciais de alopecia androgenética, porém por ser um problema genético, não tem cura, e em grau mais avançado é recomendada a realização de implante capilar.

De todo modo, somente especialistas após avaliação médica poderão indicar qual o tratamento correto para determinado caso clínico.

ENTRE EM CONTATO
E TIRE SUAS DÚVIDAS.

 (11) 3885-8555

 (11) 98961-3413

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
IMPLANTE CAPILAR
TIRE SUAS DÚVIDAS
Envie-nos uma mensagem agora mesmo!
close-link